11/02/08

Algumas propriedades da água - tensão superficial

A água tem uma elevada tensão superficial.

A tensão superficial resulta do desequilíbrio das forças intermoleculares estabelecidas pelas moléculas na superfície do líquido. Pode ser entendida como a quantidade de energia necessária para reduzir ao mínimo a área superficial do fluido. Ou como a energia necessária para criar uma área unitária de superfície; ou ainda, a força tangencial que a superfície exerce por unidade de comprimento.

A tensão superficial da água é cerca de 0,075 N/m. A do álcool é 0,024 N/m. É mais difícil formar gotas de álcool que de água, nas mesmas condições.

A tensão superficial da água é responsável por:

- fios de água pararelos ficarem unidos após lhes tocarmos em conjunto;

- alguns insectos passearem sobre a água;

- as bolas de sabão terem um formato esférico;

- as gotas de água grandes serem ovais e as mais pequenas circulares;

- se notar o efeito de um detergente na água (quebra as ligações intermoleculares e faz diminuir a tensão superficial); Assim também se favorece a remoção das gorduras pelo detergente.

Observações interessantes: A água espalha-se facilmente numa placa de vidro limpa; numa proveta nota-se que se adapta bem às paredes e fica sempre com um nível mais elevado junto às paredes do que no centro do menisco.

Com o mercúrio acontece precisamente o contrário. A gota de mercúrio tende a ficar junta, não a espalhar-se (ficaria mais arredada das paredes de um capilar de vidro, não sobe pelas paredes). Atenção que a 20ºC, a tensão superficial do mercúrio (no ar) é 0,465 N/m e que a da água, nas mesmas condições é 0,0728 N/m.
Pode-se dizer que existe água no solo acima do nível freático como consequência da elevada tensão superficial da água.

Sem comentários:

Digam lá outra vez...

Aventuras no Lab5

Química e Ambiente

Uma nova forma de ensinar Química e descobrir o Ambiente.
A ciência Química e as Tecnologias do Ambiente.

Imagens verdes - "cidadeverde.com"